sábado, 7 de fevereiro de 2015

Os piratas da Malásia (Emilio Salgari)

Os piratas da Malásia (Emilio Salgari)
Coleção Grandes Aventuras
Ano de lançamento: 1980
Editora Abril
187 páginas

Fonte: Skoob
"O "Young India" naufraga próximo às costas da Ilha de Mompracem, na Malásia. É ali o refúgio dos piratas da Malásia, e do maior de todos eles, Sandokan, o Tigre da Malásia. Antes de afundar, porém, o navio é atacado pelos terríveis piratas. Da tripulação e passageiros só dois se salvam, Kammamuri, um indiano, e uma jovem louca "A Virgem do Pagode do Oriente". É assim que começa uma série de aventuras, onde os personagens centrais são Sandokan, Yánez, braço direito do Tigre da Malásia, e o temível grupo de piratas com seus "prahos" (embarcações tipicamente malaias). São aventuras emocionantes onde a luta é uma constante, e onde se destaca Sandokan, um pirata de coração generoso que procura combater a injustiça nos mares e em terras fabulosas, cheias de emboscadas e mistérios."

Fonte da imagem
Sempre gostei dessas histórias de aventuras, mas nunca tive a oportunidade de lê-las, então quase infartei quando vi alguns exemplares dessa coleção na biblioteca da Universidade. Me programei para levar pelo menos dois deles para casa para ler nas férias e assim o fiz, peguei este sobre o qual falarei neste post e "A ilha misteriosa" de Julio Verne, que será assunto para um post futuro.
Me interessei pelas aventuras de piratas depois de "ouvir" as histórias fantásticas de uma linda criaturinha :-) e estou cada vez mais fascinada com esse mundo. Este livro em especial faz parte de uma série chamada "Os piratas da Malásia" cujo protagonista, o pirata Sandokan, mais conhecido como "o Tigre da Malásia", tem a ajuda do seu fiel amigo português Yánez para combater a tirania britânica enfrentada pelas colônias, pois Sandokan era um príncipe do Bornéu que foi destituído de seu trono pelo Império Britânico e desde então une forças com outros homens para juntos enfrentarem seus algozes em batalhas travadas na terra ou no mar. Pirata destemido, forte e ao mesmo tempo justo, Sandokan resulta por ser um personagem cativante para quem se aventura a ler esta obra.
Neste livro, o protagonista, além do apoio de Yánez, conta com a colaboração do indiano Kammamuri e as aventuras não cessam, uma após outra vão deixando o leitor com vontade de devorar as páginas.
Após o naufrágio do "Young India", que é atacado pelos piratas da Malásia, passamos a vivenciar o drama de Kammamuri e de Ada Corishant que desejam salvar um prisioneiro que está em poder da coroa britânica. Por esse e outros motivos Sandokan decide ajudá-los e partem nessa aventura junto aos corsários mais temidos da costa asiática.
A história é boa, bem escrita, emocionante e mistura tudo o que qualquer leitor gosta, desde aventura, passando pelas intrigas e mistérios e até um pouco de romance. Não é à toa que as obras escritas por Emilio Salgari fizeram tanto sucesso, sendo ele considerado o Julio Verne italiano e hoje é um dos 40 autores mais traduzidos da Itália.
A saga de Sandokan virou série que foi ao ar em 1976 pela RAI na Itália e o pirata foi interpretado pelo ator Kabir Bedi, que estrelou mais dois outros filmes: O retorno de Sandokan (1996) e o filho de Sandokan (1998). O ator também deu vida a Emilio Di Roccanera, o corsário negro, em 1976 e a Kammamuri na minissérie "Os mistérios da selva negra", que foi ao ar em 1991; ambas obras de Emilio Salgari.

Fonte da imagem
"Os piratas da Malásia" é uma leitura fácil e gostosa e para quem se interessar pela série, segue abaixo a lista dos títulos:

1. Os mistérios da selva negra (1895) - Aventuras de Tremal-Naik e seu servo indiano Kammamuri;
2. Os Tigres da Malásia (1896) - Também conhecido como 'Os Tigres de Mompracem';
3. Sandokan, o Tigre da Malásia (1900) - Também conhecido como 'Os piratas da Malásia';
4. Os dois tigres  (1904) - Também conhecido como 'Os dois rivais' ;
5. O rei do mar (1906);
6. A conquista de um império (1907);
7. A vingança de Sandokan (1907);
8. A reconquista de Mompracem (1908);
9. O falso Brahman (1911);
10. A queda de um império (1911);
11. A vingança de Yánez (1913).

As informações acerca da série são muito contraditórias, pois os livros eram escritos e suas narrativas se cruzavam com as narrativas de heróis de outras obras do autor. No caso dos piratas da Malásia, a série começa relatando as aventuras de dois indianos, Tremal-Naik e Kammamuri, contra os "thugs", adoradores da deusa 'Kali'. Essa história será entrelaçada com a história de Sandokan e Yánez, formando parte dos grandes momentos dos piratas malaios. Acredito, então, que porventura alguém possa encontrar uma outra ordem de leitura por aí.


Vale muito a pena se aventurar nesta saga e eu não vejo a hora de ter oportunidade de ler a série completa. Fica a dica!

4 comentários:

Nara disse...

Bella, que fantástico! Até eu fiquei com vontade de ler. :)
Pelo que vi, você leu o terceiro da série. Você tem os dois primeiros? Como consegue ler assim fora de ordem??? Meu TOC não deixa! :D
Gravei na memória esse Sandokan italiano com espada na mão e cara de mau! :D <3
Que bom que você está de volta.
Te amo! <3

Nara disse...

Ah, e a foto do navio pirata está a cara da linda criaturinha. :D
=^..^=

Belle disse...

Quando eu peguei, não sabia que era uma série, lembra? Mas eu leio de novo na ordem certa, sem problemas ;-) Tenho a saga toda e ainda um último que acho que faz parte dos três da série que foram lançados pelos filhos de Salgari após sua morte; se chama "As últimas aventuras de Sandokan" e espero que ele não morra nelas. Estão em espanhol, mas dá para ler tranquilamente. Se quiser, eu te passo. Que bom que gostou. Beijos. Te amo também!

Belle disse...

Eu só lembro dele quando vejo essas coisinhas!!! indo demais!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...